A História do Dresdenerstollen


Data da Publicação:17/11/2010


 A História do Dresdenerstollen


 


A tradição de produzir o Stollen em Dresden, na Alemanha, já é bem antiga. Pesquisas mostram que o caminho desta especialidade data do ano de 1400. Segundo consta em arquivos do Hospital São Bartolomeu, em Dresden, o Stollen foi imaginado como alimento para as épocas de jejum, pois era composto apenas de trigo, fermento e água e, portanto, adequado aos dogmas da igreja (para aquela época ), sem manteiga ou leite, e era chamado de Stollen ou também Striezel.


Depois de algum tempo, o rei Ernst von Sachsen e seu irmão Albrecht, pediram ao Papa que cancelasse o “Butter-Verbot” (proibição da manteiga ). O Papa deixou-se amolecer e enviou o “Butterbrief” (“carta da manteiga”: carta onde caia a proibição da manteiga) para que assim também fosse permitida a adição de manteiga e leite ao Stollen.


Já na época de 1560, os confeiteiros de Dresden presenteavam os Senhores Feudais para as festas natalinas com um ou dois “Weinachtsstollen” (Stollen de Natal), que pesavam em torno de 18 kg. Para carregá-los até o castelo eram necessários oito homens. Este costume durou um longo período. Já em 1730, “Augusto, o Grande”, deixou isto para trás. Ele encomendou aos confeiteiros um enorme Stollen, com aproximadamente 1,8 toneladas, que deveria ser servido a, aproximadamente, 24.000 convidados. Isto teria originado a tradição de que, em Dezembro, incicie-se em Dresd o período do “Stollenfest” (festa do Stollen).


Porém, foi só no século passado que o Dresdenerstollen foi adquirindo a sua principal característica atual, que é a riqueza do sabor, com a melhoria do padrão de vida e com a busca constante do aperfeiçoamento das matérias primas que o compõe. Mesmo havendo uma receita chamada de original, cada confeiteiro dá o seu toque pessoal e acrescenta o seu “segredo de família” à receita.

Loja: Rua Professor Milton Carneiro, 37 Pilarzinho - Curitiba - PR (41) 3584-1136
Seg à Sexta, das 09h às 18h e sábados das 10h às 17h


Confeitaria: Rua Niccolo Paganini, 282, Jardim Schaffer - Bosque Alemão - Curitiba - PR (41) 3338-8385
Seg à Sexta, das 13h às 18h, Sábados e Domingos das 10h às 18h